Robotic Process Automation

O que é RPA?

Robotic Process Automation (RPA), conforme definição do Institute for Robotic Process Automation (IRPA), é “a aplicação de tecnologia que permite aos funcionários de uma organização configurar software para capturar e interpretar aplicativos, para processar uma transação, manipulando dados, desencadeando respostas e se comunicando com outros sistemas digitais”.

Desta forma, podemos entender de maneira prática, que o (RPA) é um dispositivo (ferramenta) que permite a automação de processos repetitivos (rotineiros). Esta tecnologia permite que, mesmo empresas com sistemas mais antigos, automatizem seus fluxos de trabalho.

O RPA pode ser, ainda, amplamente entendido como toda automatização realizada através de software para reduzir as ações explicitamente executadas pelos usuários finais.

Soluções RPA são extremamente úteis para empresas que possuem muitos sistemas diferentes e complexos, que necessitam de interações fluidas e que são formados por pessoas que copiam, interpretam, manipulam e colam dados de um sistema para outro.

 

Principais características do RPA:

  • Não é invasivo: integra-se no front end para facilitar a configuração e a passagem de dados entre sistemas;
  • Tem rápida implementação: os usuários podem automatizar tarefas em algumas horas com uma ferramenta RPA;
  • Possui compatibilidade com outros sistemas: incorpora-se bem a sistemas legados de ERP, apps em nuvem, Microsoft, dentre outros;
  • Promove o trabalho rápido: a ferramenta RPA inclui recursos dos quais a empresa necessita que acelerem a execução de tarefas de forma eficiente.

 

Algumas funcionalidades RPA disponibilizadas pela área de tecnologia da Otimiza são:

  • Integração em tempo real de softwares CADs (padrões de mercado) com ERPs, sem a necessidade de transcrição de dados para cadastros de itens, estruturas e roteiros de fabrição;
  • Login automático em aplicações desenvolvidas na plataforma OTMSuíte com reconhecimento das credenciais do próprio Windows;
  • Central de notificação interativa – variante conforme ambiente, funcionalidade, momento e perfil do usuário conectado;
  • Acesso automático a aplicações específicas com base na análise histórica de acesso do perfil do usuário;
  • Automação na geração de conteúdo para documentos MS-Office combinando templates destes com informações do sistema corporativo.

 

Segundo o site http://rpacongress.com.br, as empresas do  setor de serviços financeiros podem vir a obter ganhos de 512 mil milhões de dólares até 2020. Para alcançar este objetivo, contudo, deverão conjugar a automatização de processos robotizados (RPA) com a inteligência artificial.

As empresas do setor financeiro utilizam o RPA para reduzir custos e aumentar a eficácia, no caso da redução de custos de 10 a 15% e estes valores podem aumentar de 30 a 50% conjugada com a Inteligência Artificial (IA).

As principais dificuldades para implantação desta tecnologia, situam-se na infraestrutura tecnológica, nos talentos e na dificuldade em convencer os responsáveis sobre a necessidade e o valor em adotar uma estratégia de automatização inteligente.

É imprescindível que empresas da atualidade que tenham a intenção de migrar para a tão almejada indústria 4.0 utilizem RPA.

 

Artigo escrito pela equipe da Otimiza Consultoria: Alceu Machado, João Vitor Monteiro, Jônathan Schmidt, Leandro Gargioni e Valter Venturelli.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*